Na hora de adquirir um imóvel, há alguns aspectos que devem ser observados para realizar um bom negócio: valor acessível, boa localização, burocracia e uma negociação rápida, por exemplo.

Buscando esses benefícios, negociar direto com proprietário até pode parecer a melhor opção. Porém, há alguns riscos que podem tornar esse atalho uma fonte de dor de cabeça. Tentando economizar com a comissão da imobiliária, você pode terminar com um prejuízo muito maior — e são vários os riscos desse tipo de transação. Confira neste post os principais deles.

1. Desgaste do relacionamento com o vendedor

Você pode até ser um bom negociador e ter alguma experiência em compra e vendas. Porém, não significa que será fácil ter um bom relacionamento com o vendedor durante a negociação. Como cada um defende seus próprios interesses, há o risco de surgir algum tipo de conflito.

Como a compra de um imóvel é um processo com muitas etapas e que envolve valores elevados, há diversos pontos que devem ser discutidos e negociados. Se você optar pelo suporte de uma boa imobiliária, não terá tantos riscos de se envolver neste tipo de pendência que, além de causar incômodos, pode resultar em uma compra ruim ou mesmo a perda do negócio.

2. Ausência de garantias

Ao comprar um imóvel é preciso ter uma série de garantias, mais complexas de se obter quando a negociação é feita diretamente com o proprietário. É necessário confirmar se o imóvel realmente pertencer a quem o está vendendo, se há dívidas, se a documentação está em dia, se há danos que difíceis de visualizar na vistoria etc.

Por conta própria pode ser arriscado checar todas essas informações. Uma imobiliária dispõe não apenas de experiência, mas também das ferramentas adequadas para ajudar você a conferir cada aspecto do negócio, o que garante mais segurança para comprar o imóvel.

3. Possibilidade de golpe

Além dos tópicos que já foram abordados, há também o risco de sofrer algum tipo de golpe. O mercado de imóveis, como os demais, pode sofrer com a atuação de golpistas antenados, que aproveitam uma distração ou empolgação do comprador para enganá-lo.

Powered by Rock Convert

Negociantes de má fé podem vender um mesmo imóvel para mais de uma pessoa ou, até mesmo, uma casa ou apartamento que não lhes pertence. Sem a ajuda de profissionais do mercado, o risco de ser enganado é maior e o prejuízo pode ser enorme.

4. Pagamento maior que o valor justo

Como posso ter certeza do quanto vale o imóvel que estou comprando? Não basta conferir nos portais imobiliários o valor médio da região se você não tiver certeza de como avaliar a casa ou o apartamento durante a vistoria, por exemplo. Um imóvel em boas condições certamente vale mais do que outro que precisa de reparos.

Saber identificar esses riscos é essencial para fazer um bom negócio, pagando um preço justo pelo imóvel.

5. Problemas na redação do contrato

Mesmo quando não há má fé do vendedor, fechar um negócio seguro e vantajoso é bem trabalhoso. Redigir um contrato de compra e venda que garanta segurança pode ser bem complexo quando se você não tiver experiência com imóveis.

E, depois de assinado o contrato, não haverá alternativa senão segui-lo. Caso ele traga prejuízos, você terá que assumi-los. Por isso, é essencial um olhar profissional sobre o documento.

Neste texto você viu alguns motivos que comprovam por que é arriscado comprar imóveis direto com o proprietário. O melhor é considerar a contratação de uma imobiliária não como uma despesa, mas sim como um investimento para garantir a sua tranquilidade.

Você ainda têm dúvidas se vale ou não a pena negociar direto com proprietário? Então informe-se mais sobre o assunto com a equipe da Colônia Imóveis.

Powered by Rock Convert