Ao se deparar com um bom negócio referente à transação imobiliária, é comum querer fechar por impulso, sem analisar todos os detalhes e fatores que envolvem esse processo e que podem trazer mais custos no futuro. No entanto, tomar alguns cuidados é fundamental para que tudo ocorra com tranquilidade e as partes não tenham problemas.

Neste texto, eu vou mostrar quatro dicas para fazer a transação com segurança, além dos erros comuns que você precisa evitar. Confira!

Como fazer uma transação imobiliária com segurança?

Nos próximos tópicos, você verá uma série de práticas para evitar riscos durante todas as etapas de uma transação imobiliária.

1. Analise a localização do imóvel

O primeiro passo para realizar a transação imobiliária com segurança é analisar a localização do imóvel. Aqui é importante não comprar por impulso: se a casa ou apartamento estão muito baratos, é preciso verificar com cuidado por que há esse desconto.

Imóveis em bairros muito afastados, pouco urbanizados ou em loteamentos irregulares costumam ter um preço reduzido para compra, mas podem dar muita dor de cabeça no futuro, a ponto até de a habitação ficar inviável.

Por isso, não deixe de avaliar a localização e de relacioná-la com o preço do imóvel, para não fazer um mau negócio e se arrepender no futuro.

2. Verifique todos os custos extras

Um ponto fundamental para comprar um imóvel com segurança é colocar na ponta do lápis todos os custos extras. Lembre-se: nessa negociação, você não pagará somente o valor cobrado pelo vendedor.

Também há os impostos relacionados à transferência, taxas de cartório e da prefeitura, pagamento de seguros etc. Portanto, verifique com antecedência todos esses custos.

Isso deve entrar no seu planejamento como custo total do imóvel, para que você consiga avaliar todas as opções com mais segurança e saiba exatamente quanto gastará com a transação. Assim, será capaz de adequar o orçamento.

3. Considere a necessidade de reformas

Outro fator a ser avaliado para garantir a segurança da transação é a necessidade de reformas no imóvel. É comum que o bem não tenha todas as características que você deseja, mas ele pode passar por algumas mudanças e ficar perfeito.

Existem também aquelas reformas que servem para consertar algum defeito estrutural ou deterioração que ocorreu com o tempo e que o vendedor não se compromete a fazer. Como elas são essenciais, esse é um custo que você deve considerar.

É importante negociar isso com antecedência com o vendedor para que você tenha certeza do que é sua responsabilidade e do que ficará a cargo dele. E lembre-se: tudo deve estar registrado no contrato de compra e venda entre as partes.

4. Conte com uma empresa especializada

Minha última dica para fazer uma transação imobiliária com segurança é que você procure uma empresa especializada, com corretores experientes e com conhecimento do mercado imobiliário da região.

A imobiliária poderá analisar o contrato, avaliar o imóvel, negociar com o vendedor e informar ao comprador todos os procedimentos necessários para a transação, como pagamento de taxas, transferências em cartórios e quitação de tributos.

Quais erros evitar em uma transação imobiliária?

Agora que você já sabe o que fazer durante as etapas de uma transação imobiliária, vou apontar alguns erros a serem evitados para não ter dores de cabeça no futuro. Olha só!

Não ficar de olho no preço e no contrato

O preço de um imóvel é determinado com base em uma tabela que segue as normas do mercado. Entram na conta fatores como localização, qualidade do acabamento, o fato de a propriedade ser nova ou usada, entre outros. Se a oportunidade de negócio está com um valor muito abaixo da média, é provável que haja alguma coisa errada.

Não é comum que aconteça esse tipo de situação, já que o mercado imobiliário é bem estável. Dificilmente os preços sofrem mudanças drásticas de uma região para outra, pois eles costumam ser tabelados. Portanto, pesquise bastante antes de fechar negócio e jamais assine o contrato sem confirmar que está tudo certo em relação à oportunidade.

Não dar atenção aos documentos

A melhor forma de evitar problemas com documentos durante uma transação imobiliária é ir diretamente a um cartório, solicitar a matrícula do imóvel e analisar as certidões que o proprietário apresentou, para averiguar a sua idoneidade.

Também é importante solicitar a certidão negativa sobre ônus relacionado ao imóvel em questão. Esse é o documento que revela que não existem débitos associados à propriedade.

Não visitar o imóvel nem fazer os registros

Visitar o imóvel deve ser uma das primeiras ações em uma transação imobiliária. Só é recomendado dar um passo adiante na negociação após ver com seus próprios olhos se a propriedade está em boas condições de conservação e se condiz com o que foi anunciado na proposta.

Além disso, o registro deve ser feito na sequência. Por mais que o custo possa ser um pouco alto, é esse documento que garantirá a segurança do bem que você adquiriu.

Não ter um bom planejamento

Comprar um imóvel é um negócio que exige muito planejamento, pois representa um compromisso de pagamento por décadas (em muitos casos). Sendo assim, antes de tomar a decisão, sugiro que você pesquise bastante e calcule a sua renda, para saber se terá condições de arcar com as prestações a longo prazo.

É claro que não podemos prever as mudanças no cenário econômico, ou crises no mercado, mas é preciso ter um plano B para lidar com os imprevistos. Portanto, considere possíveis mudanças na região em que o imóvel está localizado e o tipo de moradia.

Por exemplo, um apartamento pequeno em uma localidade próxima a universidades pode ser um investimento seguro, mas em um bairro de luxo é possível que as pessoas tenham mais interesse por imóveis maiores.

Seguindo as boas práticas e evitando os erros que eu mencionei, você conseguirá fazer uma transação imobiliária com segurança e tranquilidade. Tudo dentro do seu planejamento e orçamento, sem sustos no futuro ou gastos desnecessários durante a negociação. Não se esqueça de contar com uma empresa que conhece a região e que pode oferecer o suporte jurídico necessário, como a Colonia Negócios Imobiliários.

Gostou das minhas dicas e recomendações? Então não deixe o seu sonho para depois. Uma imobiliária com credibilidade no mercado e com as melhores soluções em transações pode ajudar em cada etapa do processo e livrar você de muitos perrengues. Entre em contato e saiba mais!