Pesquisar imóveis e instituições financeiras para fazer um financiamento imobiliário pode não ser nada fácil: são várias opções, cada uma com as suas regras que alteram o valor total investido e oferecem condições diferentes.

Vários fatores influenciam o financiamento, principalmente a faixa de preço do imóvel, aumentando o número de parcelas, o valor pago por mês e a entrada.

Para esclarecer isso, neste texto vou mostrar quais são os fatores que influenciam um financiamento e como isso funciona. Confira!

Tipo de financiamento

Os tipos de financiamentos oferecidos no Brasil são perguntas constantes de quem está pensando em fazer esse negócio. Existem, basicamente, duas modalidades: o Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e o Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

Existem várias diferenças entre elas, incluindo o valor teto do imóvel, comprometimento de renda, taxa de juros, tempo máximo do financiamento etc.

No SFH, o valor da parcela não pode comprometer mais do que 30% da renda comprovada do contratante, e o montante máximo a ser financiado pode chegar a 70% para imóveis usados e 80% para os novos.

Já no SFI, não há um limite de comprometimento de renda, sendo que o valor máximo a ser financiado é de 90% do custo total do imóvel.

No Sistema Habitacional, há um valor máximo do imóvel passível de ser financiado, que depende da localização do bem; já no SFI o preço do bem é muito mais abrangente, ultrapassando o teto do SFH.

Condições do imóvel a ser financiado

Um dos fatores que influencia diretamente o financiamento imobiliário são as condições do imóvel desejado. O seu valor, se é novo ou usado, se está na planta, quem é o vendedor etc.

Powered by Rock Convert

É importante verificar nas instituições financeiras quais são os requisitos necessários. O valor é o fator que mais influencia na liberação do financiamento, por isso é fundamental saber quais são os tetos.

As condições do imóvel também influenciarão outros pontos do contrato, como o valor da entrada, a taxa de juros e o número de parcelas. Dessa forma, fazer uma simulação prévia é essencial.

Valor da entrada

O valor da entrada do financiamento é um ponto muito importante, sendo que é um dos fatores que mais causam dificuldade na hora de fechar o negócio.

Geralmente, o custo será de 30% do valor do imóvel, mas existem opções de preço mais reduzido, como algumas faixas do Programa Minha Casa Minha Vida, que oferecem boas condições.

O valor dependerá de alguns detalhes, como a renda mensal de quem financiará o imóvel, o preço do bem, a localização, entre outros pontos. Assim, já se planeje para conseguir arcar com esse custo.

Prazo do financiamento

Outro fator muito importante na hora de fazer um financiamento é o prazo total do negócio. Quanto maior o prazo, menores serão os valores das parcelas, porém o comprador ficará com esse encargo por mais tempo.

Entre as instituições financeiras, o prazo máximo de um financiamento é de 360 meses, ou 30 anos. Porém, existem várias opções para que você possa escolher um tempo que encaixe no seu orçamento.

Também é possível fazer amortizações durante esse prazo, reduzindo o valor das parcelas ou antecipando o final do financiamento. Tudo isso depende de quanto você consegue poupar e tem disponível para investir.

Conhecer os fatores que influenciam no financiamento imobiliário é muito importante para que você possa se planejar com confiança, reservando os valores necessários e adequando o seu orçamento para arcar com esses custos. Não esqueça de que a melhor forma de conseguir um bom negócio é contando com uma imobiliária com experiência e competência no assunto.

Quer dar uma olhada nos documentos exigidos pelos órgãos financeiros? Você quer fazer uma simples simulação ou você já quer enviar os documentos para análise? Clique aqui e saiba mais!

Powered by Rock Convert