O financiamento imobiliário é a principal alternativa para quem busca comprar a casa própria no Brasil. Trata-se da forma mais acessível de obter os recursos necessários para que se concretize a aquisição.

Porém, quem tem dívidas pendentes encontra dificuldades de obter o crédito. O que nem todo mundo sabe é que embora essa situação dificulte a operação, não a impede por completo. Sim, é possível financiar apartamento com o nome sujo.

Confira neste post que preparei para você quais são as opções para quem tem restrições de crédito realizar a compra do seu imóvel por meio de financiamento imobiliário.

Como funciona o financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário funciona como um tipo de empréstimo. Por meio dele, o banco empresta ao comprador o valor necessário para adquirir o apartamento e é reembolsado em parcelas mensais.

Nessa operação, o próprio imóvel funciona como garantia. A parcela paga todo o mês pelo mutuário divide-se entre a amortização da dívida, que é o valor efetivamente pago pelo empréstimo, os juros, que é como o banco se remunera e as taxas, referentes a administração do contrato e seguros, entre outros.

Um dos fatores que tem influencia na fixação da taxa de juros é o risco que o banco corre com a operação. Antes de realizar o financiamento, o banco realiza uma análise cadastral do comprador justamente para reduzir esse risco.

Nessa análise, além da sua situação junto aos órgãos de proteção de crédito, como o SPC e Serasa, são avaliadas questões como a sua renda familiar, as características do imóvel desejado e o valor necessário para a aquisição.

Financiamento para quem está com nome sujo

Para quem deseja financiar apartamento com o nome sujo a principal alternativa é o Programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal. Por meio dele é possível obter o crédito sem que seja realizada a avaliação cadastral do comprador junto ao SPC ou Serasa.

Essa condição acontece exclusivamente nas operações realizadas por meio da Faixa 1 do programa, denominada Faixa de Interesse Social. A opção é destinada aos interessados cuja renda familiar é de, no máximo, R$ 1,8 mil.

Além de não ser feita a análise de crédito, na Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida o comprador ainda tem direito a um subsídio que pode chegar a 95% do valor da parcela mensal. O comprometimento de renda do mutuário com o financiamento não passa de 5% de sua renda.

Mas fique atento: caso o interessado tenha o nome sujo em virtude de dívida que envolva algum negócio imobiliário, como a compra de outro imóvel, ele não poderá ser beneficiado pela Faixa 1 do Minha Casa Minha Vida.

Como você pode ver, é possível, sim, financiar apartamento com o nome sujo. Mesmo com dificuldades para eliminar as restrições ao seu cadastro, você pode realizar o sonho da casa própria.

Quer saber mais sobre como adquirir o seu apartamento? Então, entre em contato conosco, confira nossas opções de imóveis e empreendimentos e solicite nossa ajuda. Será um prazer auxiliá-lo nesta conquista.