Na hora de adquirir a casa própria, é comum ficar com dúvidas em relação ao planejamento para comprar um imóvel, principalmente quanto à questão orçamentária.

Nessa hora, é preciso saber como fazer esse planejamento. Afinal, um imóvel exige um grande investimento e acertar nessa decisão é fundamental para a qualidade de vida da família.

A seguir, mostrarei algumas práticas importantes que você deve adotar agora mesmo para se planejar para comprar um imóvel. Confira!

Estabelecer metas

O primeiro passo ao fazer um bom planejamento para comprar um imóvel é estabelecer metas. Isso pode ser feito bem cedo, para que você consiga se preparar para todos os custos e procedimentos que envolvem essa negociação.

Antes de tudo, pense no imóvel ideal, considerando a localização, tamanho, tipo de construção, quantidade de cômodos etc. Isso é importante para ter uma base dos custos mensais que precisará assumir.

Veja também suas possibilidades de pagamento, considerando aspectos como renda da família, gastos fixos que você tem mensalmente, opções de financiamento ou consórcios, e condições para pagamento à vista.

Depois que você colocar tudo no papel, estabeleça metas realistas, como juntar uma quantia ideal de reserva em um ano, procurar empresas especialistas no assunto e economizar determinada quantia por mês.

Pensar nas necessidades atuais e futuras

Na hora de estabelecer as metas, é preciso pensar em todas as necessidades da família, tanto de curto quanto de longo prazo. Afinal, o seu imóvel ideal deve satisfazer os desejos dos moradores e proporcionar facilidades para todos.

Powered by Rock Convert

Portanto, tenha conversas com seus familiares para ver o que é essencial no novo imóvel e o que pode ser negociado ou relevado. Sempre pense no bem-estar e qualidade de vida de todos, pois não adianta comprar uma casa ou apartamento que não agrade aos moradores ou que não seja compatível com a rotina da família.

Aqui, vá mais a fundo em relação ao tamanho do imóvel, a necessidade de uma área de lazer e churrasqueira, dentre outros equipamentos. Analise também quais são os cômodos importantes, se precisa de um espaço para home office, assim como as necessidades específicas de cada morador.

Pense também no futuro: se os filhos vão para a faculdade, se há planos para ter mais membros na família e outras questões desse gênero. Comprar um imóvel requer um grande investimento e ter que se mudar depois de pouco tempo por falta de planejamento pode ser prejudicial para as contas da casa.

Faça uma reserva financeira

Por fim, é hora de fazer uma reserva financeira. Mesmo que você escolha uma compra de imóvel por financiamento, será necessário pagar o valor de entrada, que pode chegar a 30% do custo do bem.

Quem quer comprar um imóvel à vista consegue negociar bons descontos com o vendedor, pois não há toda a burocracia que envolve o financiamento. No entanto, isso pode ser difícil para algumas famílias porque é necessário desembolsar toda a quantia de uma vez.

Organize seu orçamento mensal e tente guardar pelo menos 10% da renda em uma poupança ou outra forma de investimento que você preferir. Com o tempo, essa reserva aumentará e você poderá fazer planos realistas sobre o imóvel que deseja comprar.

A reserva financeira também é importante em caso de emergências. É possível que ocorram problemas durante a negociação ou que apareçam gastos extras de surpresa. Por isso, é fundamental estar preparado para essas horas, de forma a não prejudicar a compra do seu imóvel.

Lembre-se que o planejamento para comprar um imóvel envolve conhecer todos os gastos envolvidos, como taxas de cartório, recolhimento do ITBI, entrada de financiamento, entre outros. Por isso, não esqueça de sempre contar com uma imobiliária com experiência na sua região para ajudar com todos os procedimentos.

Gostou deste conteúdo? Então você não pode deixar de complementar a leitura com 4 dicas para pesquisar imóveis de forma eficiente!

Powered by Rock Convert