Uma das primeiras dúvidas de quem pretende comprar uma casa ou apartamento é “quanto preciso ganhar para financiar um imóvel”? E esse questionamento costuma desestimular muita gente antes mesmo de se conhecer sua resposta.

Porém, para obter o financiamento imobiliário nem sempre é necessário dispor de uma renda elevada. É possível adequar a operação à sua realidade financeira e tirar do papel o projeto de viver em uma casa própria.

Veja neste post como funciona o financiamento imobiliário e saiba como sua renda influencia no negócio.

Sem renda definida

O primeiro ponto que se precisa compreender é que não há um exigência de renda mínima para se obter o financiamento de um imóvel. Porém, seus ganhos vão influenciar no tipo de operação em variáveis como do crédito concedido, o valor das parcelas e o tempo de contrato.

É claro que uma renda baixa pode ser um entrave para a obtenção do financiamento. Porém, a concorrência entre os bancos e algumas linhas de créditos diferenciadas, como o Programa Minha Casa Minha Vida, por exemplo, podem ajudar a concretizar a operação.

Por isso, é importante entender como funciona o financiamento imobiliário e o que influencia na sua obtenção

Como acertar no financiamento

Um financiamento imobiliário nada mais é do que um empréstimo por meio do qual uma instituição financeira concede o valor necessário para adquirir o imóvel e o comprador devolve o valor por meio de prestações mensais.

As parcelas de um financiamento podem ser divididas em três partes: a amortização do saldo devedor, que é o que se paga efetivamente pelo empréstimo, os juros da operação, que remuneram o banco, e as taxas, que incluem tributos e seguros.

Powered by Rock Convert

As condições do financiamento e o valor das parcelas são determinadas por alguns fatores. Um deles é a entrada que o comprador paga no início da operação. O montante desse aporte inicial varia de acordo com o banco. Em alguns casos, basta dispor de 10% do valor da casa ou apartamento para poder financiar o restante.

Confira a seguir algumas dicas para conseguir as melhores condições em um financiamento.

Contabilize sua renda familiar

Embora não exista uma renda mínima para ser obter um financiamento, quanto maiores seus ganhos, melhores serão as condições do negócio. Os bancos costumam estabelecer um limite de comprometimento de 30% da renda com as parcelas do financiamento. A renda das pessoas que moram com você pode ser adicionada e elas serão coproprietárias do imóvel.

Utilize seu FGTS

Além de suas reservas, é possível utilizar o seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para acrescentar na entrada do imóvel. Quanto maior a entrada, menor será o saldo financiado e os juros pagos ao banco.

Faça simulações

Os bancos dispõem de simuladores imobiliários que permitem projetar o comportamento do seu financiamento ao longo dos anos. Eles são muito importantes para que você planeje a evolução do débito e reduza riscos. Não abra mão dessa ferramenta.

Negocie sempre

A competição entre os bancos que atuam no financiamento imobiliário permite que se busque as melhores condições para a aquisição. Aproveite esse cenário e negocie com as instituições as condições mais favoráveis para o seu negócio.

Essas são algumas orientações básicas sobre como obter um financiamento imobiliário. Se você ainda está se questionando “quanto preciso ganhar para financiar um imóvel”, nossa última sugestão é negociar. Você vai descobrir que é possível realizar um bom negócio mesmo sem uma renda exorbitante.

Agora que você sabe um pouco mais sobre como obter um financiamento, confira quais os documentos necessários para se adquirir um imóvel.

Powered by Rock Convert