Os fundos imobiliários são considerados boas alternativas de investimento, especialmente para quem deseja garantir rentabilidade sem correr muitos riscos. Porém, como em qualquer aplicação financeira, é importante monitorar dados e indicadores que permitam atestar sua segurança e seu desempenho. Um deles é a taxa de vacância.

Não sabe ao certo o que esse indicador representa e como interpretá-lo? Pois continue aqui comigo que eu vou explicar o que você precisa entender sobre ele!

O que é a taxa de vacância?

A taxa de vacância é um indicador que mostra o quanto um investimento ou um empreendimento está ocioso, vago. Ela faz a relação entre a capacidade total de ocupação das unidades do fundo e o quanto dele se encontra desocupado.

Por exemplo: um fundo formado por 20 unidades, das quais 5 estão desocupadas, apresenta uma taxa de vacância de 20%. Em contrapartida, a taxa de ocupação desse mesmo fundo é de 80%.

Quais são os tipos de vacância?

Na verdade, existem dois tipos de taxa de vacância. Acima, eu expliquei a vacância física, referente ao espaço físico. Mas há também o indicador de vacância financeira, que revela o quanto o investimento está deixando de gerar em termos de receita em virtude da desocupação de suas unidades.

Assim, se um fundo tem a previsão de gerar R$ 50 mil, por exemplo, mas metade dessa receita não se concretiza devido às unidades que estão vagas, a taxa de vacância financeira é de 50%.

Mas não se deve relacionar diretamente as duas vacâncias, já que um mesmo fundo pode reunir unidades com diferentes rentabilidades. Ainda seguindo o exemplo acima, se das 20 unidades que podem gerar receita de R$ 50 mil, uma delas sozinha responde por R$ 25 mil, sua desocupação representa 5% da vacância física, mas 50% da vacância financeira.

Para se avaliar a rentabilidade de um fundo imobiliário, é preciso analisar os dois tipos de vacância. Embora tratem de uma mesma variável, são indicadores diferentes. Isso ocorre porque um mesmo investimento pode contar com diferentes tipos de imóveis, alguns em condições de gerar um maior fluxo de caixa do que outros.

Por que prestar atenção a esse indicador?

Embora a desocupação seja um indicador negativo em um investimento imobiliário, a taxa de vacância não deve ser considerada negativa em todas as situações. Para quem ainda está vasculhando o mercado imobiliário em busca de um fundo para investir, uma situação esporádica de desocupação pode se refletir em uma queda no valor das cotas.

Quando isso ocorre em um fundo com boas possibilidades de gerar dividendos, mas que apenas atravessa um momento de instabilidade, a verdade é que essa pode ser uma alternativa interessante para se investir.

Essas são as informações básicas que você deve considerar sobre a taxa de vacância para avaliar o desempenho de seu fundo imobiliário. Fique de olho nesse indicador, pois ele é capaz de demonstrar o quanto seu investimento pode lhe dar de retorno.

Este conteúdo foi útil para você? Gostaria de saber mais sobre o mercado de imóveis? Então assine nossa newsletter e receba nossas novidades sempre em primeira mão.