Quando o assunto é comprar um apartamento, muito se fala sobre a taxa condominial, mas pouco se sabe sobre o que é levado em consideração na hora de definir o valor do condomínio. Embora este seja um custo que incomode muitos moradores, essa é uma contribuição indispensável para que as funcionalidades do local sejam mantidas, assim como o conforto e a segurança dos habitantes garantidas.

Por isso, preparamos este conteúdo para que você saiba o que é preciso avaliar sobre o valor do condomínio, antes de comprar o seu apartamento. Continue a leitura do artigo para saber mais sobre o assunto!

O que é taxa de condomínio?

É um valor mensal e sucessivo que todos os moradores de condomínios têm que pagar para que diversas funcionalidades da propriedade sejam custeadas, tais como manutenção do imóvel, equipe de segurança, lazer, entre outros serviços comuns a todos.

O valor do condomínio é definido em conjunto e em assembleia, levando em consideração todos os custos fixos e variáveis do empreendimento e, depois, dividindo-o pelo número de moradores.

Powered by Rock Convert

A taxa de condomínio é obrigatória?

Sim! Mesmo que o proprietário não esteja morando no local, também deve ajudar a custear a somatória de despesas do condomínio. Caso alguém não pague pela taxa, duas coisas podem acontecer: os demais proprietários podem ser prejudicados ou o condomínio pode ficar inadimplente.

Como o valor do condomínio é definido?

A taxa de condomínio é calculada por meio da soma de diversas despesas fixas e variáveis eventuais. Entre elas, podemos citar:

  • custos administrativos — pagamento da administradora da propriedade e outras taxas referentes aos honorários dos profissionais que cuidam das questões jurídicas do empreendimento;
  • portaria — salário dos profissionais e infraestrutura para que o condomínio possa oferecer serviço de portaria durante 24 horas por dia;
  • limpeza — empreendimentos com área de lazer e serviços adicionais devem prezar pela higienização e conservação desses espaços;
  • manutenção — elevadores, portões automáticos e tantos outros itens do prédio que precisam passar por vistorias e manutenções periodicamente, como áreas de lazer, serviço de lavanderia, academia, quadra poliesportiva, piscina e assim por diante;
  • tamanho do imóvel e infraestrutura — o valor do condomínio varia de acordo com a área da propriedade, ou seja, quanto maior, mais alto o custo;
  • número de moradores — a quantidade de pessoas que moram no empreendimento também influencia em seu valor, sendo a tendência de que quanto mais habitantes, menor o preço individual.

Como você pôde conferir neste post, o valor do condomínio é definido com base em uma série de aspectos que compõem o empreendimento. É fundamental avaliá-los antes de fechar negócio, pois isso evita que você acabe pagando por um valor que não é justo e se certifique de que seus investimentos estão sendo bem administrados.

As informações que levantamos neste conteúdo sobre o que avaliar no valor do condomínio foram úteis? Então é provável que você também se interesse por nosso artigo sobre o que é considerado na hora de definir o valor real antes de fazer a compra de um imóvel!

Powered by Rock Convert